Blog do Cid Benjamin


Receba por e-mail as atualizações deste blog

Para isso, é só nos enviar uma mensagem, fazendo o pedido no campo reservado aos comentários.

Escrito por Cid Benjamin às 09h45
[   ] [ envie esta mensagem ]




Frases

 “A derrocada ética do PT, a desmoralização geral da política e o descaso prepotente do governo diante da crise aérea deram combustível à neodireita emergente”.
Clovis Rossi, jornalista da Folha de S. Paulo.

“Por que se é obrigado a silenciar diante de um governante que rompeu tão radicalmente com seu passado?”
João Ubaldo Ribeiro, escritor.

“Essa nova camada do governo Lula está a serviço da elite, mas com uma nuance diferente:não sairá como os banqueiros de Fernando Henrique, mas como, por exemplo, conselheiros de fundos de pensão, com salários de R$ 20 mil, R$ 30 mil. Carros blindados, roupas e hábitos caros.”
Ricardo Antunes, professor da Unicamp e fundador do PT.

“É muito complicado um presidente declarar, praticamente, que tem governado para as elites e que os pobres é que deveriam reclamar. Lula abandonou seus valores de origem. Não há mais qualquer consistência ideológica.”
Ricardo Antunes.

“Lula e o PT sabem que o grande capital está feliz com o seu governo e que não há mais no país sequer pressão social, com as centrais sindicais cheias de dinheiro e satisfeitas.”
Ricardo Antunes.

“Sempre duvidei que essa elite nefasta aceitasse como par um membro de outra classe, por mais que ele aumente seus privilégios. Lula será sempre um estanho no ninho.”
Maria Vitória Benevides, professora da USP e fundadora do PT.

“Lula está metido até o pescoço nessa nova classe social dos sindicalistas. For a origem operária, ele se tornou igual à velha elite.”
Chico de Oliveira, professor da USP e fundador do PT.

"O governo abriu a comporta das nomeações para aprovar a CPMF. E o Senado é co-responsável pelo que vier a acontecer no DNIT."
Do deputado Júlio Delgado (PSB-MG), da base do governo, sobre a aprovação pelo Senado, sem maior questionamento, da nomeação de Luiz Antônio Pagot, indicado pelo governador Blairo Maggi (PR-MT), para comandar o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.



Escrito por Cid Benjamin às 09h43
[   ] [ envie esta mensagem ]




O governo Lula e a classe média

É visível que começa a crescer o desgaste de Lula e do PT junto à classe média. Decepcionada com a débâcle ética do PT e arrochada pela política econômica – que privilegia o grande capital financeiro e atende aos descamisados com o Bolsa-Família - a classe média, que já tinha se afastado de Lula, começa a sair de uma postura de repúdio à política em geral para a oposição ao governo. À esquerda cabe disputá-la e lutar para que ela não se some à direita tradicional. Mas, enfraquecida depois da experiência frustrada com Lula no governo, é difícil prever se está à altura dessa tarefa. Um cenário possível é que a frustração com Lula leve à volta dos tucanos, com apoio dessa parte da base social que elegeu Lula.
Não seria a primeira vez que um fenômeno desses ocorreria na História.



Escrito por Cid Benjamin às 09h43
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um governo dos bancos

Esse movimento “Cansei”, de dondocas e banqueiros da elite quatrocentona de São Paulo, nem bem começou, já faz água. É motivo de galhofa por toda parte.



Escrito por Cid Benjamin às 09h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um governo dos bancos

Vejam esse impressionante desabafo da comentarista Salete Lemos sobre os privilégios dos bancos no governo Lula, seus lucros pornográficos e o roubo aos clientes. É só clicar no endereço http://www.youtube.com/watch?v=Gc3X3ICNCxE



Escrito por Cid Benjamin às 09h41
[   ] [ envie esta mensagem ]




A farra dos bancos

 

 

Este artigo é do sempre lúcido Léo Lince.

Primeiro foi o Bradesco. Os jornais da terça-feira, 7 de agosto, trouxeram a notícia do novo recorde histórico. O lucro líquido declarado pelo banco alcançou, no primeiro semestre deste ano, a espantosa soma de R$ 4,007 bilhões, um montante superior em 27,9% ao abocanhado no mesmo período no ano de 2006. Até então, era o maior resultado já obtido em um semestre por um banco privado no Brasil.
No dia seguinte, no entanto, o pódio de ouro do ganho financeiro tinha novo titular: o banco Itaú. Seu lucro líquido declarado no semestre foi de R$ 4,016 bilhões, resultado 35,8% superior ao obtido no mesmo período do ano passado. Superou o concorrente nesta corrida absurda, onde o vendaval da rapina legalizada e contínua concentra a riqueza num número cada vez menor de mãos.
Logo em seguida virão os resultados dos bancos privados menores, onde a mesma tendência de aceleração do ganho na intermediação financeira deve ser registrada. E também o resultado do Banco do Brasil que, embora público, opera no mesmo diapasão dos bancos comerciais. Uma verdadeira farra ensandecida que os jornais noticiam com ares de fatalidade natural. É a lógica implacável do modelo econômico dominante, diante do qual ao cidadão é reservada a condição de vítima silenciosa.
São dados que afirmam o Brasil como um verdadeiro paraíso dos banqueiros, onde a extorsão financeira nada de braçada. O gráfico tipo escadinha, que compara nos semestres a lucratividade da banca privada, se desenha com patamares cada vez mais elevados e sofre uma súbita elevação neste ultimo período. No caso em pauta, dados dos primeiros semestres, o Itaú evoluiu assim: em 2004, R$ 1,824 bilhão; em 2005, R$ 2,474 bilhões; em 2006, R$ 2,958 bilhões; em 2007, R$ 4,016 bilhões. A escadinha do Bradesco não é diferente, e ambos anunciam que vão lucrar ainda mais no próximo semestre.
Como diria o nosso loquaz presidente, nunca em nenhum governo ou momento da história, desde que os fenícios inventaram o dinheiro, se ganhou tanto em tão pouco tempo. Até a Folha de S. Paulo, em editorial do dia 8/8, afirmou que “os banqueiros (...) continuam acumulando motivos, medidos na casa dos bilhões, para aplaudir o governo petista”. Não foi, é claro, o governo Lula que inventou a engrenagem infernal do cassino financeiro. Mas está comprometido com ela até a medula, pois a política econômica do governo é o principal motor da sangria desatada.
Sem dúvida, os ganhos da casta financeira no Brasil suplantaram o patamar do humanamente tolerável. Esse dinheiro que gera dinheiro é o reverso dos gargalos que atravancam o funcionamento dos demais setores da economia. Recolhido nas fortalezas inexpugnáveis da banca privada, livre de qualquer tipo de controle social, ele é uma fonte de dominação e avassalamento. O Banco Central, que deveria ser o agente público regulador do sistema financeiro, presta serviço ao inimigo. Ao operar como guardião dos postulados da macroeconomia conservadora, ele abre largas avenidas para a reprodução continuada da espetacular farra dos bancos.



Escrito por Cid Benjamin às 09h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




Gato escaldado tem medo...de vaia

 

 



Escrito por Cid Benjamin às 09h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




O passado te condena

O amigo Gilson Caroni, em artigo para carta Maior, publica um trecho do editorial de O Globo no dia seguinte ao golpe militar que, em abril de 1964, derrubou um presidente legítimo e implantou a ditadura no Brasil. Vale a pena recordá-lo.

"Este não foi um movimento partidário. Dele participaram todos os setores conscientes da vida política brasileira, pois a ninguém escapava o significado das manobras presidenciais. Aliaram-se os mais ilustres líderes políticos, os mais respeitados governadores, com o mesmo intuito redentor que animou as Forças Armadas. Era a sorte da democracia no Brasil que estava em jogo. A esses líderes civis devemos, igualmente, externar a gratidão de nosso povo." (O Globo 2/04/64)



Escrito por Cid Benjamin às 09h38
[   ] [ envie esta mensagem ]




Campo Majoritário voltará a dar as cartas no PT

Aqueles que se iludiram com a possibilidade de que a (cada vez mais mal) chamada esquerda petista aumentasse sua influência no partido têm razões para se preocupar. Tudo indica que o Campo Majoritário aumentará ainda mais sua força no PT. A matéria abaixo é da Folha.

Debilitado com o escândalo do mensalão, o antigo Campo Majoritário recobrou fôlego ontem na eleição dos delegados do PT, de acordo com levantamento informal feito no partido. Hoje sob o nome "Construindo um novo Brasil", a corrente teria garantido 52% dos 934 delegados eleitos para o congresso nacional do partido.
De acordo com o levantamento, a Articulação de Esquerda contará com 5,9% do congresso nacional, que deve ser realizado no fim do mês. Em 2005, o grupo conquistou mais de 14% dos votos.
Pelos números, a Democracia Socialista também sofreu um baque ao se unir a dissidentes do antigo Campo Majoritário - sendo o ministro Tarso Genro seu mais ilustre representante - para a formação da "Mensagem". A corrente elegeu 122 delegados, correspondendo a 13,79% do congresso nacional do partido. Sozinha, a DS conquistou 14,65% dos votos nas eleições de 2005.



Escrito por Cid Benjamin às 09h38
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pergunta que não quer calar?

Esta é do Blog do Noblat.

Deixa ver se entendi direito: o AeroLula só voa com os dois reversos em pleno funcionamento, segundo confessou ontem o Comandante da Aeronáutica. Medida elementar de segurança, pois não.
Mas a Aeronáutica não vê nada de mais em que aviões de passageiros comuns voem com um reverso desligado? É isso mesmo? Não li errado?



Escrito por Cid Benjamin às 09h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Da série "Honra ao Mérito"

Esta é do Kibeloco.

Eles devem ter se atrasado...



Escrito por Cid Benjamin às 09h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Joguinho de cena de Aécio

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB) – uma das alternativas de Lula para a sucessão presidencial - controla com facilidade a Assembléia Legislativa de seu estado. Não passa pela cabeça de ninguém que, depois de vetar um projeto, tenha o veto derrubado por 2/3 dos deputados mineiros. Pois bem, esta semana Aécio vetou um absurdo aprovado pela Assembléia Legislativa, que limitava a ação dos promotores estaduais e dava foro privilegiado a quase duas mil autoridades do estado. Os deputados, por ampla maioria, derrubaram o veto. E o governador disse que lamenta a decisão, mas, sendo um "democrata", vai respeitá-la.
Tudo jogo de cena.



Escrito por Cid Benjamin às 09h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




PF abre inquérito para apurar negócio entre Gamecorp e Telemar - da Folha de S. Paulo

A Superintendência da Polícia Federal no Rio abriu inquérito para investigar suspeita de tráfico de influência na compra da Gamecorp pela Telemar por R$ 5 milhões. Um dos sócios da Gamecorp é Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A Delefaz (Delegacia Fazendária) da Superintendência do Rio recebeu em outubro do ano passado uma requisição do procurador da República no Rio Rodrigo Ramos Poerson determinando a instauração de um inquérito sobre o caso.
No documento, Poerson pede a investigação para identificar se o "desproporcional aporte de recursos financeiros estaria sendo direcionado à empresa Gamecorp única e exclusivamente em razão de contar com a participação acionária do filho do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva".
A Procuradoria aponta a suspeita de "tráfico de influência" e cita o correspondente artigo 332 do Código Penal no ofício 246/2006, enviado em outubro de 2006. O procurador e o Ministério Público não quiseram comentar o caso. A PF iniciou a investigação 1267/2007 em 29 de junho deste ano, oito meses depois do ofício.

Por falar em Lulinha, um velho amigo que tem uma propriedade rural em Tocantins me informou que o filho do presidente é seu vizinho: comprou, em sociedade com Duda Mendonça, uma grande fazenda naquele estado.



Escrito por Cid Benjamin às 09h33
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pugilistas cubanos e o “paraíso socialista”

Colunistas da grande imprensa brasileira destilaram seu preconceito contra Cuba ao afirmar que os dois pugilistas cubanos que abandonaram a delegação de seu país no Pan queriam sair do “paraíso socialista”, tratando de dar cores ideológicas ao ocorrido. A verdade é mais simples: os dois foram atraídos pela possibilidade de ganhar muito dinheiro lutando como profissionais em países do Primeiro Mundo.
Exatamente como faz a maior parte dos nossos jogadores de futebol. Quando eles se transferem para a Europa, ninguém diz que querem fugir do “paraíso capitalista brasileiro”.



Escrito por Cid Benjamin às 09h31
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pugilistas cubanos e a inabilidade do governo

Toda a onda que a direita vem fazendo em torno da volta dos atletas cubanos a sua terra natal teria sido evitada se o governo brasileiro tivesse facilitado o contato deles com jornalistas e com entidades da sociedade civil. O tom de segredo acabou lançando suspeição sobre a volta dos dois. E a oposição de direita está aproveitando o episódio, chegando ao ridículo de compará-lo ao caso de Olga Benário, entregue à Gestapo em 1936 pelo governo de Vargas. Olga – comunista e judia – foi morta na câmara de gás pelos nazistas.



Escrito por Cid Benjamin às 09h30
[   ] [ envie esta mensagem ]




Homofobia medieval

O despacho em que o juiz da 9ª Vara Criminal de São Paulo, Manoel Maximiano Junqueira Filho, justificou o arquivamento o processo movido pelo jogador do São Paulo Richarlyson contra um dirigente do Palmeiras, que o apontou como homossexual num programa de TV parece coisa da Idade Média. Segundo o juiz, "o futebol é jogo viril, varonil, não homossexual". Para ele, caso o jogador seja homossexual e resolva assumir sua preferência sexual melhor seria abandonar os gramados. “Quem presenciou orquestras futebolísticas [...] não poderia jamais sonhar em vivenciar um homossexual jogando futebol”.
Para o juiz, a aceitação de homossexuais no futebol “prejudicaria a uniformidade de pensamento da equipe, o entrosamento, o equilíbrio, o ideal”. Ainda segundo o meritíssimo, um jogador homossexual pode jogar futebol desde que “forme seu time e inicie uma Federação”. “Ora bolas, se a moda pega, logo teremos ‘sistema de cotas’, forçando o acesso de tantos [jogadores homossexuais] por agremiação”, completa o juiz, que fecha a decisão citando um provérbio: “Cada um na sua área, cada macaco em seu galho, cada galo em seu terreiro, cada rei em seu baralho”.
E pensar que gente como essa decide sobre a vida e os destinos de pessoas. Richarlyson, por sua vez, está tendo um comportamento exemplar. Num meio sabidamente machista como o futebol, não entra na provocação de dizer se é ou não gay e centra seu discurso no combate à intolerância e às discriminações, “de qualquer tipo”.
Interessante é que está tendo o apoio de seu clube, o São Paulo, e de seus companheiros de time.



Escrito por Cid Benjamin às 09h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




O maior perito do mundo

Esta ótima nota foi retirada do Blog do Mário Marona (http://www.blogdomarona.blogspot.com/), jornalista de primeira e meu primeiro chefe no Globo, há pouco mais de 15 anos.

Não é por falta de especialistas que o Brasil deixa de resolver os problemas da aviação. Desde a queda do avião da TAM, uma quantidade industrial de peritos aparece em tevês, rádios, jornais e revistas pontificando sobre as causas do acidente. Hoje (2/8), no Globo, o leitor é apresentado à maior autoridade do mundo, um verdadeiro recordista. Vejam:
"Para Gustavo Cunha Mello, especialista que analisou mais de 175 mil acidentes aéreos, a possibilidade de falha mecânica não pode ser descartada."
Não seria capaz de confirmar se já ocorreram mais de 175 mil acidentes aéreos no mundo, mas este especialista tem marcas espantosas. Se ele dedicou, digamos, duas horas ao estudo de cada acidente que examinou, o que nem chega a ser uma observação minuciosa, já gastou 14.583 dias, ou mais de 39 anos apenas a este trabalho.

Ela motivou a resposta do especialista e uma nova nota do Marona.

Eu chamei Gustavo Mello de maior especialista do mundo em acidentes aéreos, num comentário recente. Ele não gostou da ironia mas, educado, mandou esta resposta aí:

Gustavo Mello disse...
Caro Marona, Obrigado pelo título de maior autoridade do mundo. Mas não creio ser merecedor nem do título, nem da ironia. Respondendo a sua dúvida, passei dois anos fazendo mestrado na UFF, estudando muitas horas por dia, todos os dias da semana. Nos EUA - amostra utilizada - estudei / li 174.895 relatórios de acidentes (aviação geral e comercial - inclui desde BOEING até pequenos aviões) de 1970 até 2004 - publicados no site da NTSB. Alguns textos eram de apenas 1 página, outros de até 10 páginas. Também fiz todos os cursos do CENIPA em Brasília para poder entender os acidentes aéreos. Se vc quiser posso te mandar uma cópia da tese. Outra informação: quem alardeou minha pesquisa foram seus colegas jornalistas, eu na verdade não sou de ficar "tirando onda". E, finalmente, não estou chateado com seu comentário, mas queria que vc me conhecesse antes de ficar com uma imagem ruim da minha pessoa.
Gustavo


Você entrou de gaiato nesta história, Gustavo.
Os jornalistas dependem de especialistas, que costumamos chamar de "ólogos", para dizer aquilo que não podem sustentar, por ignorância e falta de credibilidade, e para encher lingüiça, em transmissões em vivo. Até aí, "tudo bem". Engana-se o público com certa dignidade e qualquer besteira exibida é culpa do perito, não nossa.
Mas funciona assim:
- Precisamos dizer que o acidente da TAM aconteceu por falha mecânica.
- É mole. Procurem um especialista.
Sempre há um especialista para dizer aquilo que, se nós dissermos, ninguém acredita.
Minha ironia, portanto, não era dirigida a você. Se te atingiu é porque escrevi mal. O alvo éramos todos nós, jornalistas.



Escrito por Cid Benjamin às 09h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




Escritor é acusado de assassinato que descreveu

Da Folha de S. Paulo

Numa cidadezinha, um corpo é pescado de um rio, com sinais de uma morte sórdida: mãos ao redor do pescoço, atadas a uma forca. A polícia identifica Dariusz J, dono de uma pequena agência de publicidade, sem dívidas ou inimigos. A descrição detalhada deste crime, no livro Amok, levou o escritor Krystian Bala à Justiça, sob acusação de assassinato.
O caso ocorreu na Polônia em 2000 e chegou a ser transmitido no programa de TV "997", semelhante ao "Linha Direta", mas permaneceu sem pistas relevantes. Cinco anos depois, o investigador responsável recebeu ligação anônima, sugerindo a leitura de Amok.
No livro, pormenores do crime, que só eram de conhecimento da polícia - ou do assassino. Com essa certeza, o inspetor Jacek Wroblewski iniciou sua cruzada contra o autor, relatada ontem pelo jornal londrino "Times".
As investigações revelaram que a vítima conhecia a ex-mulher de Bala, descrito como um obsessivo que controlava suas amizades mesmo após a separação. Ele estava na Ásia quando, após a exibição do caso na TV, a polícia recebeu emails suspeitos, enviados do continente. Para a defesa, as evidências são circunstanciais.
Agora, cabe ao júri escolher, entre dois roteiros, qual é realidade. Um assassino orgulhoso escreve um relato de seu crime perfeito? Ou um escritor obcecado recolhe dos jornais fragmentos e fantasia o assassinato num romance policial?



Escrito por Cid Benjamin às 09h28
[   ] [ envie esta mensagem ]




Medalha de ouro em picaretagem

Esta estava no blog do amigo PC Guimarães (http://blogdopcguima.blogspot.com/), botafoguense de quatro costados quedepois de um período de euforia, tem andado meio triste ultimamente.



Escrito por Cid Benjamin às 09h28
[   ] [ envie esta mensagem ]




Viva Minas Gerais!

Vejam a placa indicando a cidadezinha mineira.



Escrito por Cid Benjamin às 09h27
[   ] [ envie esta mensagem ]




Receba por e-mail as atualizações deste blog

É só nos fazer o pedido no campo reservado aos comentários.

Escrito por Cid Benjamin às 15h27
[   ] [ envie esta mensagem ]




Frases

“Só sei que nada sei”.
Sócrates, filósofo grego (470-399 a.C).

“Eu não tinha conhecimento da crise aérea.”
Lula.

“Estamos diante de mais uma faceta de Lula, o Lula socrático”.
Chico Alencar, deputado federal pelo PSOL-RJ

“A crise aérea é uma metástase”.
Lula, aparentemente sem se dar conta de que um paciente está com os dias contados.

“No Brasil de hoje, ir de avião é o meio mais caro para se chegar atrasado a qualquer lugar”.
Comandante Rocha Lima, piloto internacional da TAM, um dos que pediram demissão nos últimos dias

"Venha voar com a gente rumo ao sucesso. Nessa parceria, daremos o espaço para você".
Letra da musiquinha de espera ouvida por quem telefona para a Infraero, em Brasília:

“A invenção da crise aérea simplesmente é mais um episódio do fato da mídia e certos setores oposicionistas não admitirem a legitimidade da reeleição de Lula".
Marilena Chauí, a filósofa preferida dos petistas.

“O mensalão foi uma construção fantasmagórica"
Marilena Chauí, em 2006.

"Não somos traíras, sabemos agradecer. O senhor [presidente Lula] jamais receberá vaia em nosso município".
Roberto Eduardo Sobrinho, prefeito de Porto Velho (PT).

“Se vaiar o presidente e promover manifestação contra o governo é brincar com a democracia, Luiz Inácio Lula da Silva e o PT brincaram com a democracia durante toda a vida deles”.
Clovis Rossi, jornalista da Folha de S.Paulo.

"Os que estão vaiando são os que mais deveriam estar aplaudindo, posso garantir que foram os que ganharam muito dinheiro neste país, no meu governo. Aliás, a parte mais pobre é que deveria estar mais zangada, porque ela teve menos do que eles tiveram. É só ver quanto ganham os banqueiros, os empresários. Mas vamos continuar fazendo política sem discriminação".
Lula.

"O cara diz que precisa comer o ovo, mas fica torcendo para a galinha não botar o ovo".
Lula, criticando os “pessimistas”.
Como os leitores podem constatar, esta semana o presidente esteve inspiradíssimo.

"Se Atenas, que nunca sediou os Jogos Pan-Americanos, fez uma Olimpíada, imagina o Rio?
Oscar Schmidt, ex-jogador de basquete, hoje comentarista da TV Globo.



Escrito por Cid Benjamin às 15h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




Fazendo justiça

É injusto dizer-se que, desde a criação do Ministério da Defesa, todos os titulares da pasta foram inoperantes. José Viegas, o primeiro ministro da Defesa da era Lula, não foi. Inclusive, alertou o presidente da República sobre os riscos do apagão aéreo, por meio de um documento de 20 laudas. Sua advertência não foi levada em conta. Passado algum tempo, Viegas pediu o boné depois de desautorizado por Lula, que o impediu de exonerar o então comandante do Exército, que, por meio de uma nota oficial, elogiara a ditadura militar.



Escrito por Cid Benjamin às 15h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




Golpismo ou direitismo?

Está virando moda o PT classificar de golpista toda e qualquer manifestação da oposição de direita. O ridículo movimento “Cansei”, coisa de que até mesmo os conservadores mais lúcidos tratam de se dissociar, é elitista e direitista. É coisa de dondocas da paulicéia desvairada. Mas não é golpista.
Da mesma forma, nem sempre procede a acusação de golpismo à mídia conservadora. É fato que, por mais que Lula tente agradar às elites, não é visto por elas como um dos seus. Assim, sempre que podem, as Organizações Globo ou o Estadão, para ficar apenas nestes dois, aproveitam as (inúmeras) brechas para bater no governo Lula. Mas, daí a se falar em golpe, vai uma enorme distância. Até porque não haveria razões para tal.
Que segmento das elites foi verdadeiramente atingido no governo Lula?
Os bancos? Ora, eles nunca tiveram tantos lucros como agora, razão, aliás, pela qual são os maiores doadores para os cofres do PT (atenção: isso é segundo a contabilidade oficial do partido, não estamos sequer falando do caixa 2).
O grande empresariado industrial? Este, apesar de vez por outra reclamar das taxas de juros pornográficas (lembremo-nos que, para felicidade do sistema financeiro, elas são as maiores do mundo!), também ganham muito na especulação financeira.
O latifúndio? Ora, Lula arquivou os planos de reforma agrária e a chamada bancada ruralista está majoritariamente da base do governo.
Não me iludo quanto à isenção de grandes conglomerados privados na área de comunicação. Como parte integrante das classes dominantes, eles vão reagir sempre que seus interesses forem ameaçados. Daí a importância, por exemplo, de se rever o sistema de concessões e suas renovações na radiodifusão. Daí a importância de se aproveitar a introdução da tecnologia digital (que permite um significativo aumento do número de canais de rádio e TV) para democratizar a mídia. Mas, isso, o governo Lula não fez – muito pelo contrário. Rendeu-se aos interesses dos grandes grupos midiáticos. Se tentasse enfrentá-los se veria diante da resistência – e, certamente, até mesmo de um comportamento golpista.
O PT precisa é se acostumar com as críticas (mesmo as da direita tradicional, que, no essencial, apóia sua política, mas não engole a origem social de Lula), em vez de tentar desqualificá-las a priori como golpistas.



Escrito por Cid Benjamin às 15h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




Ainda o golpismo

Por razões óbvias, não quero defender a Globo. Mas por que razão mostrar o assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, fazendo top-top comprovaria o caráter golpista da emissora, se o que está na origem do gesto de Marco Aurélio foi justamente uma reportagem exclusiva da própria Globo que mostrava que o tal reverso do avião da TAM estava estragado – e, portanto, nem toda a responsabilidade do acidente poderia ser creditada à pista de Congonhas e à Infraero?



Escrito por Cid Benjamin às 15h24
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um caso para o Procon – artigo de Clóvis Rossi na Folha de S.Paulo

Os quadros petistas, com isoladas exceções, continuam se rotulando de "esquerda", como alguns o estão fazendo nessa discussão indireta com o "Cansei".
Bom, vejamos o que disse dessa gente o guru máximo, Luiz Inácio Lula da Silva, em dezembro passado: "Se você conhecer uma pessoa muito idosa esquerdista, é porque ela tem problemas".
Como quase todos os líderes petistas, bem como seus bajuladores na mídia e na academia, já têm uma certa idade, só cabe uma de duas possibilidades: ou "têm problemas" ou são uma fraude.
Fico com a segunda hipótese.
Mesmo quem "tem problemas" há de reconhecer que a esquerda não manda no governo, até porque Lula só vê "problemas" em quem, com a idade, não sai da esquerda.
Duas das três principais políticas macroeconômicas, a monetária (juros) e a cambial, são executadas por Henrique Meirelles, que não "tem problemas" em ser de direita. A menos, é claro, que o PT o considere "o banqueiro do povo". Ridículo, mas possível na facção descerebrada do lulo-petismo.
A terceira política, a fiscal, é imposta pelos mercados (não os "mercados populares", mas os financeiros). São de esquerda?
Sempre haverá, entre os descerebrados, os que dirão que as bolsas-esmola são de esquerda. Não passam da aplicação prática da frase de Maria Antonieta: "Não tem pão, comam brioche". No Brasil-2007, fica assim: não tem emprego, não tem instrução, não tem como sobreviver pelos próprios meios, comam bolsa-esmola. Nada contra, aliás. Melhor brioche que fome, óbvio.
Mas vamos parar de usar rótulos fraudulentos para pessoas e partidos. O rótulo "esquerda" hoje aplica-se ao PSOL, entre os partidos representados no Congresso. O do PT está com o prazo de validade vencido há pelo menos quatro anos e meio. Procon nele.



Escrito por Cid Benjamin às 15h23
[   ] [ envie esta mensagem ]




E agora, José?

Front externo – nota do Painel da Folha

Com a aproximação do julgamento da denúncia do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal, José Dirceu vai deflagrar uma mobilização de entidades e personalidades favoráveis à sua absolvição.
Na terça, haverá um ato em Brasília de apoio ao deputado cassado. Foram convidados ministros e parlamentares aliados do petista, que, na denúncia da Procuradoria Geral da República, é descrito como "chefe da quadrilha". Será lançada a biografia de Dirceu, com relatos de seu tempo de líder estudantil e uma cronologia do processo de sua cassação. Tudo para apontar a existência de "ilegalidades" e a "falta de provas". O livro trará ainda cópias de documentos e uma compilação de artigos favoráveis ao ex-ministro.

Mas há fatos difíceis de explicar: depois das denúncias de Roberto Jefferson, Dirceu foi exonerado do governo por Lula, teve o mandato de deputado cassado por uma Câmara em que o PT e seus aliados eram majoritários e foi chamado de chefe de uma organização criminosa pelo procurador-geral da República, nomeado por Lula e reconduzido posteriormente ao cargo pelo presidente da República.



Escrito por Cid Benjamin às 15h23
[   ] [ envie esta mensagem ]




Assalto estranho

O frigorífico Mafrial, citado pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL) como intermediário da venda de gado de suas fazendas, foi assaltado esta semana por seis homens armados. Funcionários do frigorífico, que fica em Satuba (região metropolitana de Maceió), disseram à polícia que um dos bandidos perguntou a outro sobre "os documentos do Renan" durante o assalto.
(...)
A dona do frigorífico, Zoraide Beltrão, disse à polícia ontem que os assaltantes levaram documentos, R$ 17 mil em dinheiro e R$ 200 mil em cheques, que estavam em quatro cofres. Ela não detalhou à polícia quais documentos foram roubados.



Escrito por Cid Benjamin às 15h22
[   ] [ envie esta mensagem ]




Ironias da História

Liminar pedida pelo PT há sete anos e deferida agora pelo STF, que tinha o objetivo de impedir a reforma administrativa de FHC que punha fim à estabilidade no serviço público, é a mais nova pedra no sapato da reforma administrativa do governo Lula. Que, aliás, é muito parecida com a de FHC, rotulada na época pelos petistas de neoliberal.



Escrito por Cid Benjamin às 15h21
[   ] [ envie esta mensagem ]




Meu estilo - João Doria Jr. - I

Esta matéria mostra o perfil de João Dória Jr., o principal organizador do movimento “Cansei”. Relutei em postá-la porque não sei onde foi publicada e não tinha certeza de sua autenticidade. Mas ela é tão reveladora da natureza do personagem e tão verossímil que resolvi publicá-la, fazendo esta ressalva.

João Dória, o dirigente, dirigente obviamente não, o gerente, o "manager" do movimento "Cansei!", a nova marcha da família (rica) pela propriedade (pública) - mais privatarias  of course. Apesar do amplo apoio da mídia (sua quase totalidade), o movimento golpista das novas (velhas) marchadeiras não deu pra saída.
Dória é o mesmo que teve a idéia, quando presidente da Embratur no governo Sarney, de transformar a seca do Nordeste e os sofrimentos dos nossos irmãos nordestinos em "atração turística, pois é preciso estar atento aos nichos de mercado".
Abaixo, o auto-retrato deste impagável e típico representante da burguesia brasileira, a Maria Antonieta de Campos do Jordão, João Dória Jr. :

Conhecido pelo dom de reunir convidados famosos em festas e eventos empresariais, João Doria Jr., de 47 anos, faz questão de manter seu visual tão impecável quanto suas duas mansões, uma nos Jardins e outra em Campos do Jordão. Só usa camisas feitas sob medida (quase todas com colarinho italiano e monograma) e ternos Ermenegildo Zegna. Generoso, quando um serviço lhe agrada, não economiza nas gorjetas.

Você tem algum cuidado especial com a aparência?
Além de fazer a barba pela manhã, no decorrer do dia costumo passar um barbeador elétrico no rosto para não ficar com a aparência cansada e desleixada. 

E o cabelo, como faz para mantê-lo sempre assim, no lugar?
Uso gel, mas não coloco muito. Tomo cuidado para que o produto seja sem álcool – aprendi que álcool faz mal ao cabelo.

Como é o seu guarda-roupa?
Os ternos são de Ermenegildo Zegna. Tenho blazers dele e outros de Paul & Shark. As camisas eu faço sob medida no Agostinho, um camiseiro impecável. Tenho o cuidado de pedir colarinho italiano: custa o mesmo preço, mas deixa o homem mais elegante na foto.

Você usa monograma em suas peças?
Sim, JDJ. As camisas já vêm do Agostinho com a minha marca.

(continua)



Escrito por Cid Benjamin às 15h21
[   ] [ envie esta mensagem ]




Meu estilo - João Doria Jr. - II

(continuação)

Vai muito a restaurantes?
Almoço pelo menos duas vezes por semana no Parigi e uma vez no La Tambouille. 

Você costuma dar gorjetas?
Dou, especialmente quando sou bem tratado. E nesses lugares que mais freqüento, no fim do ano, presenteio todos os garçons, maîtres, porteiros. Um pequeno gesto de lembrança faz uma grande diferença. E garante sempre um bom serviço. 

É verdade que no Rancho Doria, sua mansão em Campos do Jordão, ao voltar de um passeio a pé, os hóspedes antes de entrar na sala têm seus tênis limpos por um empregado?
Fazemos de tudo para ter a qualidade de um hotel cinco estrelas. Tenho um bom time que poderia muito bem trabalhar em qualquer hotel dessa categoria. Eu e a Bia (sua mulher, a designer de jóias Bia Doria) gostamos muito de receber. As pessoas que convidamos para ficar lá são sempre muito bem tratadas e usufruem esse tipo de cuidado, sim.

Onde você faz consumoterapia?
No supermercado. Gosto especialmente de dois aqui em São Paulo: o Pão de Açúcar da Gabriel Monteiro da Silva e o Empório Santa Maria.  

E fora do Brasil?
A Fauchon, em Paris, e a Dean & DeLuca, em Nova York. 

Coleciona cartões de crédito?
Tenho todos. Acho que é a forma mais segura e melhor de pagar as contas. 

E relógios?
Uso três ou quatro modelos. O favorito é um Rolex que era do meu pai. Cada vez que o coloco no pulso, sinto o pulso dele.

 Como se vê, trata-se de um legítimo representante do movimento “Cansei”.



Escrito por Cid Benjamin às 15h20
[   ] [ envie esta mensagem ]




É democrático a empresa bisbilhotar e-mails de funcionários?

Sei que a Justiça já disse que sim, mas me parece absurdo permitir que empresas violem correspondência privada dos empregados em seus e-mails do trabalho. A última vítima desse procedimento foi Ana Carvalho, ex-editora-chefe adjunta do Jornal do Brasil. Um e-mail seu criticando o jornal foi repassado pela direção da empresa a todos os funcionários, após o que Ana foi demitida. Lembro que no período em que trabalhava no JB, para evitar esse tipo de problema combinei com a minha editoria e com a sucursal da Brasília, a quem me reportava a todo instante, usarmos um desses programas privados tipo Messenger.



Escrito por Cid Benjamin às 15h15
[   ] [ envie esta mensagem ]




Falta a retratação da Globo

Os veículos das Organizações Globo – TV, rádios e jornais – divulgaram com estardalhaço que a volta dos atletas cubanos que participaram do Pan a seu país de origem tinha sido antecipada para evitar uma deserção em massa. Posteriormente constatou-se que a informação não era verdadeira. Simplesmente, como fizeram todas as delegações com maior número de atletas, o retorno foi feito aos poucos. Mesmo assim, mais de 200 atletas cubanos estiveram presentes no ato de encerramento dos jogos.
Ficou faltando uma retratação dos veículos ads Organizações Globo que divulgaram a falsidade.

 



Escrito por Cid Benjamin às 15h15
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um grande filme

Recomendo a todos Três irmãos de sangue, um filme sobre Betinho, Henfil e Chico Mário. Vale a pena.



Escrito por Cid Benjamin às 15h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




Rede Globo x Extra

Um ovo podre acertou em cheio as Organizações Globo. O diário Extra, editado pelo Infoglobo, trouxe na quinta-feira (02/08) reportagem de primeira página sobre um vídeo com grupo de personalidades cariocas que gostam de atirar ovos nos passantes. Entre os que dão depoimento está Boninho, diretor do Big Brother Brasil, reality show da TV Globo. Após a publicação, os profissionais do Extra foram vetados na Globo.

Leia a íntegra da matéria em http://www.comunique-se.com.br/. Para assistir ao vídeo vá em http://extra.globo.com:80/geral/video/2007/2590/.
Ele é uma cabal demonstração da indigência desses filhinhos de papai. Uma pena é que esteja nas mãos de gente como essa a responsabilidade de produzir o que a TV apresenta.



Escrito por Cid Benjamin às 15h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




Onde foi mesmo a contusão do jogador?

É comum – mas perigoso – nos jornais se fazer brincadeira escrevendo qualquer coisa enquanto se espera uma informação para completar a matéria. Mas, às vezes, quem fez isso esquece e a brincadeira acaba sendo publicada ou postada na Internet. Como esta mostrada abaixo, que foi postada no site da revista Placar.



Escrito por Cid Benjamin às 15h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um blog democrático

Numa demonstração de que este blog é plural e democrático, ele também sacaneia o Flamengo.



Escrito por Cid Benjamin às 15h12
[   ] [ envie esta mensagem ]




Homenagem à criatividade de nossos irmãos portugueses



Escrito por Cid Benjamin às 15h11
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem
Histórico
  16/12/2007 a 31/12/2007
  01/12/2007 a 15/12/2007
  16/11/2007 a 30/11/2007
  01/11/2007 a 15/11/2007
  16/10/2007 a 31/10/2007
  01/10/2007 a 15/10/2007
  16/09/2007 a 30/09/2007
  01/09/2007 a 15/09/2007
  01/08/2007 a 15/08/2007
  16/07/2007 a 31/07/2007
  01/07/2007 a 15/07/2007
  16/06/2007 a 30/06/2007
  01/06/2007 a 15/06/2007
  16/05/2007 a 31/05/2007
  01/05/2007 a 15/05/2007
  16/04/2007 a 30/04/2007
  01/04/2007 a 15/04/2007
  16/03/2007 a 31/03/2007
  16/12/2006 a 31/12/2006
  16/11/2006 a 30/11/2006
  01/11/2006 a 15/11/2006
  16/10/2006 a 31/10/2006
  01/10/2006 a 15/10/2006
  16/09/2006 a 30/09/2006
  01/09/2006 a 15/09/2006
  16/08/2006 a 31/08/2006
  01/08/2006 a 15/08/2006
  16/07/2006 a 31/07/2006
  01/07/2006 a 15/07/2006
  16/06/2006 a 30/06/2006
  01/06/2006 a 15/06/2006
  16/05/2006 a 31/05/2006
  01/05/2006 a 15/05/2006
  16/04/2006 a 30/04/2006
  01/04/2006 a 15/04/2006
  16/03/2006 a 31/03/2006
  01/03/2006 a 15/03/2006
  16/02/2006 a 28/02/2006
  01/02/2006 a 15/02/2006
  16/01/2006 a 31/01/2006
  01/01/2006 a 15/01/2006
  16/12/2005 a 31/12/2005
  01/12/2005 a 15/12/2005
  16/11/2005 a 30/11/2005


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo



O que é isto?