Blog do Cid Benjamin


Notas de quarta-feira, dia 30/11/2005

Escrito por Cid Benjamin às 18h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




Passaralho de caciques

Esta é boa. Está no blog do Marona (http://blogdomarona.blogspot.com/).

A estatal British Airways, maior empresa aérea do mundo, decidiu demitir 597 de seus executivos, para economizar 75 milhões de euros por ano. É raro assistir a um passaralho que atinja os caciques e poupe os índios.

Mas uma pergunta se impõe: como pode sobreviver uma companhia que tem 597 executivos?



Escrito por Cid Benjamin às 13h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pisavam nos astros, distraídos...

Veja, abaixo artigo de César Benjamin, publicado na Folha de S. Paulo de hoje.

Leio na coluna de Eliane Cantanhêde, publicada em 25 de novembro, que "Brasília está em pé de guerra". Sinto, mais uma vez, o abismo que separa, de um lado, o caráter épico do nosso noticiário político, recheado de metáforas militares -ofensiva, defensiva, mobilização, fogo cruzado, recuo, contra-ataque-, e, de outro lado, a absoluta desimportância da política brasileira atual, quando julgada à luz dos grandes problemas nacionais.
A Amazônia queima, as escolas continuam a despejar nas ruas legiões de analfabetos funcionais, o Brasil perde posições no mundo (já fomos a oitava, somos hoje a décima quarta economia industrial). Mas há meses, na capital da República, não se faz outra coisa senão um imenso acerto de contas entre grupos que disputam e compartilham o poder. A política brasileira ficou insuportavelmente pequena. Os políticos, cada vez mais, fazem teatro e governam a si próprios. O Brasil está à deriva.
Um governo deve ser julgado não só pelo que faz, mas pela agenda de questões que propõe e transmite ao país. Debateu-se muito, no segundo governo Vargas, a criação da Petrobras e do BNDE (hoje BNDES). O Plano de Metas e a construção de Brasília produziram grande polêmica, sob JK. Jango foi derrubado pelas reformas de base que se propunha fazer.
O grande debate que o governo do PT legou à nação, e que nos paralisará por mais um ano, é se Lula e José Dirceu conheciam o "mensalão".
Eles juram que não. Os esquemas eram coisa do doutor Delúbio. Não tenho como desmentir essa afirmação. Porém, se Delúbio captava o dinheiro sozinho, por sua conta e risco, então tinha de decidir sozinho como gastá-lo. Pois ninguém pode ser chamado a opinar sobre o uso de recursos cuja existência desconhece.
(Leia a íntegra do artigo em http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc3011200509.htm)



Escrito por Cid Benjamin às 13h30
[   ] [ envie esta mensagem ]




Verticalização - uma questão controversa

Líderes de partidos da base governista têm prevenido o PT de que a decisão de que a mantenção do princípio da verticalização das alianças vai isolar a candidatura Lula. A verticalização impede que um determinado partido apóie um candidato a presidente e, nos estados, faça alianças com partidos que apóiem outro candidato. PTB, PL, PP e outros partidos menores advertem que, se permanecer o princípio da verticalização, eles não se somarão à candidatura Lula. Preferem ficar livres para poderem construir nos estados as alianças que mais lhes convenham. 

A bancada do PT fechou questão a favor da verticalização. Isso ainda dará pano para mangas. 



Escrito por Cid Benjamin às 13h27
[   ] [ envie esta mensagem ]




Câmbio valorizado faz a festa de quem remete dólares para fora

A média anual de remessa de lucros e dividendos dos dois governos FHC foi de US$ 5 bilhões. Este ano será de US$ 12 bilhões e, para 2006, as projeções apontam para US$ 14 bilhões. Para quem ganha em reais supervalorizados frente ao dólar, é um grande negócio remeter recursos para o exterior em moeda americana. Eis uma das razões para os elogios dos bancos estrangeiros à politica econômica.



Escrito por Cid Benjamin às 13h17
[   ] [ envie esta mensagem ]




PIB cai 1,2% no terceiro semestre

A economia brasileira teve uma retração de 1,2% no terceiro trimestre, na comparação com os três meses anteriores. Os dados são do IBGE. É a maior queda desde o primeiro trimestre de 2003, quando o PIB caiu 1,3%. Os analistas se dividiam entre previsões que iam de uma leve alta de 0,1% a uma queda de 0,5%. Foi muito pior.



Escrito por Cid Benjamin às 13h09
[   ] [ envie esta mensagem ]




Manchetes de hoje, quarta-feira, dia 30/11

O Globo: Controle externo - Conselho manda tribunal julgar já caso de 38 anos

JB:Tensão no campo - Invadir terra agora é crime hediondo

O Dia: Polícia investiga agenciadora de celebridades

Folha: Planalto e PT atuam para tentar salvar José Dirceu

Estadão: Para juízes, Supremo faz o jogo do Executivo

Correio Braziliense: O inferno de Dirceu 

 



Escrito por Cid Benjamin às 13h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




Notas de terça-feira, dia 29/11/2005 (postadas na quarta por razão de força maior)

 

Crescimento medíocre

 

Analistas prevêem mais dias difíceis para o ministro Antônio Palocci. Dessa vez não é culpa do fogo amigo de Dilma Roussef, nem tem relação com as mutretas na prefeitura de Ribeirão Preto.

Os números sobre o crescimento do PIB serão divulgados e especula-se que são decepciontes, o que trará de volta à cena o debate sobre se compensa o descomunal arrocho patrocinado pela equipe econômica.

 



Escrito por Cid Benjamin às 11h41
[   ] [ envie esta mensagem ]




Rasteira no PT do Rio

Terminou em bate-boca a reunião do Diretório Estadual do PT do Rio que, sábado, decidiria os nomes dos ocupantes dos cargos na Executiva. Lourival Casula, que disputara a presidência do partido no estado sem chegar ao segundo turno, prometeu apoio ao candidato vencedor, Alberto Cantalice, do Campo Majoritário. Ficou acertado que, em troca, receberia a secretaria-geral. O acordo foi fechado, mas, sábado, descumprido. O Campo Majoritário apoiou outro nome, ligado ao grupo do deputado Carlos Santana, que acabou escolhido. Casula está botando a boca no trombone. E ameaça levar o secretário-geral recém-eleito à Comissão de Ética. Motivo: recentemente ele contrariou decisão do partido ao participar da administração Washington Reis (PMDB garotinista) na prefeitura de Caxias. A pancadaria está apenas começando.



Escrito por Cid Benjamin às 11h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




Fernando Moraes não convence como advogado de Dirceu

Ontem o escritor Fernando Morais esteve no Sindicato dos Jornalistas do Rio em sua cruzada para tentar provar a inocência do deputado José Dirceu, ameaçado de cassação. Mesmo os petistas foram forçados a admitir que não convenceu. era mesmo uma tarefa difícil.



Escrito por Cid Benjamin às 11h36
[   ] [ envie esta mensagem ]




Centros de tortura da CIA incomodam União Européia

O comissário europeu para Justiça, Liberdade e Segurança, Franco Frattini, disse ontem que, se ficar comprovada a existência de prisões secretas da CIA em algum Estado-membro da União Européia, o país poderá perder o direito de voto no Conselho Europeu.

Diante da pergunta da UE aos EUA sobre se efetivamente tais centros de prisão e tortura existem, Washington pediu mais tempo para “investigar” a denúncia.

Inacreditável.



Escrito por Cid Benjamin às 11h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




Manchetes desta terça-feira

Globo: Palocci e Dilma acertam trégua cobrada por Lula

JB: Lula reage a boicote: Rosinha é implicante

O Dia: Vereadores vão investigar ligação entre empresa e obras na favela

Folha: Governo decide acelerar gastos no ano eleitoral

Estadão: Lula decide: superávit será de 4,25%



Escrito por Cid Benjamin às 11h31
[   ] [ envie esta mensagem ]




Renda do trabalhador cai 30,8% em 10 anos

A renda mensal dos trabalhadores empregados na Região Metropolitana de São Paulo diminuiu 30,8% nos últimos dez anos, segundo estudo do Dieese. O rendimento real médio, de R$ 1.515 mensais entre setembro de 1994 e agosto de 1995, caiu para R$ 1.048 por mês entre setembro do ano passado e agosto deste ano.
Registre-se: em janeiro de 1995 FHC tomou posse em seu primeiro mandato. Daí até hoje as bases da política macroeconômica não foram mudadas. Do ponto de vista dos trabalhadores, o resultado é este. Já do ponto de vista dos bancos...  


Escrito por Cid Benjamin às 10h36
[   ] [ envie esta mensagem ]




Manchetes dos principais jornais de hoje (25/11/2005)

Lula promete fim de filas e é desmentido por ministro (O Globo)

Disputa de poderes - Câmara vota cassação de Dirceu, apesar do Supremo (Jornal do Brasil)

Aprovado aumento no 13º dos militares  (O Dia)

Renda do trabalhador cai 30,8% em 10 anos (Folha de S. Paulo)

Câmara enfrenta Supremo e julga Dirceu no dia 30 (Estado de S. Paulo)



Escrito por Cid Benjamin às 08h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




São Paulo é a ciade mais violenta

Quem dá a informação é o Ministério da Saúde, com base em levantamento que fez. Com a palavra a imprensa paulista, que tanto gosta de destacar a violência no Rio de Janeiro.



Escrito por Cid Benjamin às 08h38
[   ] [ envie esta mensagem ]




Do público para o privado

O secretário municipal de Defesa dos Animais, Victor Fasano, acha normal receber dinheiro da Prefeitura do Rio para investir numa fazenda de sua propriedade, o Criadouro Tropicus, onde se reproduzem aves ameaçadas de extinção. E o prefeito César Maia, o que diz disso?

Escrito por Cid Benjamin às 08h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Desmentido pelo subalterno

É muito raro um ministro desmentir o presidente cara a cara. Mais raro ainda é fazer isso e não ser demitido. Foi o que ocorreu ontem, quinta-feira, na entrevista de Lula a emissoras de rádio. O presidente prometeu acabar com as filas do INSS até abril de 2006. Logo depois, convocado pelo Planalto para participar da conversa, o ministro Nelson Machado desmentiu Lula ao vivo. Disse que seria muito difícil cumprir a promessa. No máximo, o governo conseguiria reduzir as filas.

Contrariado, Lula lembrou ao ministro que o fim das filas era promessa do governo federal. Diante de insistência de Machado na impossibilidade disso, Lula pediu ao ministro que encerrasse a sua participação. “O Nelson está tomando a minha entrevista. Agora, Nelson, você pára por aí, que eu sou o entrevistado aqui.”

 

Os jornalistas que entrevistaram Lula garantiram que ele não ficou irritado. A minha impressão é que deveria ter ficado...

Escrito por Cid Benjamin às 08h36
[   ] [ envie esta mensagem ]




Dirceu agoniza, mas não morre

Aproveitando-se de falhas processuais (e das amizades que construiu no STF), José Dirceu vai conseguindo protelar o julgamento do pedido de sua cassação. A nova data para a votação deve ser quarta-feira da próxima semana, dia 30.

De qualquer forma, a interpretação do deputado Miro Teixeira me parece irretorquível: Dirceu fez um pedido ao STF para sustar o processo de cassacão, se o Supremo não chegou a uma decisão (e, portanto, não mandou sustar), não haveria por que o pedido não ter sido votado na quarta-feira passada. Ou o presidente da Câmara, Aldo Rebelo, está sendo mais realista do que o rei, ou, também ele, tenta ajudar Dirceu por baixo do pano.

Escrito por Cid Benjamin às 08h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




E Palocci não saiu

Contrariando minhas previsões, mesmo ferido Palocci continuou no governo, depois do sai-não-sai. Resta saber até quando. Continuo achando que Lula vai preferir no Ministério da Fazenda alguém mais disposto a gastar (pelo menos, gastar o que está previsto no Orçamento), no ano em que vai tentar a reeleição.

A propósito, veja-se o último parágrafo do artigo do tucano Luiz Carlos Mendonça de Barros, aquele que gostava de estar “no limite da irresponsabilidade”, publicado hoje na Folha, com o título “Sou Palocci desde criancinha”:

“Com um presidente da República candidato à reeleição, a percepção de que a economia vai crescer bem menos do que o esperado vai recolocar a política do ministro Palocci no pelourinho. E eu estarei claramente a seu lado.”

 



Escrito por Cid Benjamin às 08h32
[   ] [ envie esta mensagem ]




Manchetes dos principais jornais de hoje (23/11/2005)

Palocci diz a Lula que prefere sair a ser fritado (O Globo)

 

Rejeição a Lula sobe, Palocci se fortalece (Jornal do Brasil)

 

Aposentado: INSS veta empréstimo feito com cartão (O Dia)

 

Palocci diz que fica enquanto Lula quiser (Folha de S. Paulo)

 

Feito acordo, Lula diz: Palocci, firme como nunca (Estado de S. Paulo)

Escrito por Cid Benjamin às 08h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




Palocci: segue a fritura em fogo brando

Apesar dos desmentidos, o ministro da Fazenda Antônio Palocci, entrou num processo de fritura que não tem volta. Como se esperava, não foi muito apertado no depoimento de ontem na Câmara dos Deputados e, como de hábito, saiu-se bem. É um quadro. Não se abala, nem perde a tranqüilidade, mesmo que lhe xinguem a mãe. Mas está parecendo aquele técnico de futebol de quem os dirigentes dizem estar “prestigiado”, enquanto buscam o substituto.

Escrito por Cid Benjamin às 08h38
[   ] [ envie esta mensagem ]




As razões da fritura

Os jornais de hoje dão a chave para se entender o desgaste de Palocci junto a Lula. Estamos no fim de novembro e, até agora, só 16,7% dos investimentos federais orçados para este ano foram executados. Isso pode ser muito agradável aos olhos e ouvidos dos bancos, para quem quanto maiores o arrocho e o superávit primário, melhor. Para um presidente que sonha com a reeleição no ano que vem, é um pouco demais. Daí que mantenho a aposta de ontem: mesmo na hipótese de não sair agora, no auge desta crise, os dias de Palocci no governo estão contados. Seu substituto - o senador Aloizio Mercadante? – não vai mexer nos fundamentos da política econômica neoliberal, mas vai ser mais frouxo na liberação dos recursos aprovados no orçamento. É o que basta para Lula. 



Escrito por Cid Benjamin às 08h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Acabou o teflon?

Até agora as denúncias de corrupção atingiam o governo, mas não colavam em Lula. Isso começou a mudar. Na pesquisa CNT/Sensus divulgada ontem, governo e presidente receberam a avaliação mais negativa desde o início do mandato. Os resultados não são bons. Além de Lula perder para José Serra na projeção para um segundo turno das eleições presidenciais, aumenta a percepção de que ele não é tão inocente assim nos casos de corrupção: 72,6% dos entrevistados acham que a imagem de Lula foi afetada com as denúncias e 42,8% consideram que Lula participou diretamente da corrupção. E, pior que os resultados é a tendência mostrada pela pesquisa: dias piores para Lula e o governo virão.  

Escrito por Cid Benjamin às 08h34
[   ] [ envie esta mensagem ]




Até tu, Brutus?

Nota da coluna de Ricardo Boechat, no JB de hoje, dá conta de um inquérito instaurado pelo Ministério Público Federal que apura denúncia de desvios financeiros no Banco da Providência. Presidente da instituição, o cardeal-arcebispo, dom Eusébio Scheid , será ouvido pelos promotores.

Será que a moda pegou?

 



Escrito por Cid Benjamin às 08h30
[   ] [ envie esta mensagem ]




Dica cultural

Para quem mora no Rio e gosta de boa música, a sugestão de um show imperdível: Luciane Menezes e a Companhia Brasil Mestiço, todas as segundas e terças-feiras, a partir das 19h30, no Circo Voador. Um belo passeio pelo que há de melhor na riquíssima música popular brasileira. O show fica até o Natal.

Escrito por Cid Benjamin às 10h09
[   ] [ envie esta mensagem ]




Uma entrevista inacreditável

A melhor coisa publicada nos jornais nos últimos dias foi a entrevista do embaixador de angola no Brasil, Alberto Correia Neto, no Globo de ontem. Ela dispensa comentários. Confiram.


Embaixador diz que parte do dinheiro angolano não passa pelo sistema financeiro

O embaixador de Angola no Brasil, Alberto Correia Neto, ao tentar explicar os negócios de autoridades angolanas com o Trade Link, disse que é natural administradores públicos receberem comissão por negócios que ajudam a concretizar. Disse que não vê nada demais no suposto mensalão do PT a parlamentares da base — seria uma "mobilização material" para conquistar adversários políticos.

O presidente do Banco Nacional, Amadeu Júnior, tem remessas de mais US$1,6 milhão além do que noticiamos...
ALBERTO CORREIA NETO: Não sei se tem ou não. Não percebo qual o problema. O que você tem a ver com isso, se ele tem ou não?

Joana da Fonseca Cordeiro, do Ministério das Finanças, recebeu US$50 mil.
CORREIA NETO: E o meu, não vem (rindo) ? Não será ordem de pagamento no Estado?

No exterior?
CORREIA NETO: Sim.

Pagamento em contas pessoais?
CORREIA NETO: Não sei se as contas são tituladas. Não sei se ele tem conta sozinho. Como é que se faz os pagamentos no exterior, quem assina esses documentos? Como é que circula o dinheiro angolano? Boa parte do dinheiro angolano vem do petróleo, mas não passa pelo sistema financeiro angolano. Nosso Banco Nacional tem conta no Wachovia, no HSBC, são contas do Estado angolano.

O Estado angolano faz negócios com off-shore, que tem sede em paraíso fiscal?
CORREIA NETO: Isso não posso dizer, mas tendo em vista a situação financeira mundial, não vejo problema em pôr meu dinheiro num paraíso fiscal, vai dar um juro maior. Só agora os Estados Unidos aumentaram para 4% anuais. Num paraíso fiscal os juros são 5%, 6% por ano. Eu, se tiver dinheiro fora, vou ter num banco que tenha juros maiores.

No Brasil, algumas fortunas são suspeitas de terem se originado na corrupção. Em Angola também é assim?
CORREIA NETO: Também há, mesmo nos EUA. O capitalismo engendra a corrupção. Por que tem gente que luta para ser ministro, deputado, senador? Por que gosta do país, para salvar a população? Não. Por causa da bufunfa, do dinheiro. A estrutura engendra a corrupção. Nossa luta em Angola é para não atingir os níveis de corrupção do Brasil e países como a Nigéria.

No caso do Trade Link, qual a razão das autoridades angolanas para a movimentação de dinheiro no exterior?
CORREIA NETO: Não sei. O que posso dizer é que o dinheiro do Estado angolano não está nos bancos em Angola. As petrolíferas, quando pagam impostos, pagam em bancos americanos, franceses, etc. Quem ordena a movimentação desse dinheiro são as pessoas jurídicas representadas pelo governador (presidente) do banco e outras pessoas.

Um assessor de Pedro Morais disse que quem ajuda a fechar um negócio, não importa se da iniciativa privada ou do serviço público, tem comissão de 15%. Existe mesmo?
CORREIA NETO: Tem que existir. É um problema do comércio internacional. O erro que cometemos é que, ao invés de tornarmos a comissão oficial, transformamos em tabu. As pessoas interiorizaram que a comissão é para elas e não para a estrutura. As pessoas assinavam os contratos, tinham comissão e o Estado não se beneficiava. Mas agora já se beneficia.

Da comissão?
CORREIA NETO: Aqui também. É tudo a mesma coisa. Qualquer negócio no mundo tem comissão. Se tem um negócio no Ministério das Finanças, vai dar comissão. Ele (negociador) é obrigado a declarar. Um bocadinho vai para ele, é um prêmio. Você acha que aqueles milhões que Maluf fez vieram de onde? É tudo comissão.

Em Angola é assim, só que tem lei que permite comissão?
CORREIA NETO: Qualquer negócio tem comissão. A lei foi criada há bastante tempo, só não estava sendo aplicada corretamente.

Então existe a comissão da comissão?
CORREIA NETO: É perfeitamente natural. O contrário faz aparecer os mensalões (...) Minha opinião sobre o mensalão é a seguinte: o único erro foi o uso de dinheiro público. Se você é de um partido oposto ao meu, vou lutar para você vir para o meu. Vou usar todas as armas. Primeiro ideologicamente. Quando perceber que não estou conseguindo do ponto de vista ideológico, vou fazer mobilização material. Agora você usar dinheiro público nesta operação é crime. Se é uso de dinheiro pessoal, qual o crime? Todo homem tem um preço. O que interessa saber é quanto. O erro foi mobilizar dinheiro público.

 



Escrito por Cid Benjamin às 10h07
[   ] [ envie esta mensagem ]




Dirceu tem uma alegria

 

Ainda do Painel da Folha uma informação que terá trazido alegria para José Dirceu, numa semana que poderá ser difícil para ele: o ex-ministro e hoje deputado às vésperas de ter o mandato cassado foi aprovado no exame teórico do Detran-SP para a renovação da carteira de motorista.



Escrito por Cid Benjamin às 09h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




Palocci arruma as gavetas

Tudo indica que os dias do ex-todo-poderoso ministro Antônio Palocci no governo estão contados. Já cumpriu seu papel e, como laranja chupada, será descartado. Alvo da oposição, que não o vê mais como fiador indispensável de uma política econômica conservadora, já começou a ser fritado por Lula.

Vejam estas duas notas no Painel da Folha de hoje:

Diagnóstico fechado
Uma pessoa que esteve com Lula nas últimas 24 horas ouviu do presidente que Antonio Palocci está fora do governo. Segundo esse relato, o ministro da Fazenda irá hoje prestar esclarecimentos à Câmara apenas para cumprir um roteiro.

Primeiro da lista
O mesmo interlocutor foi informado pelo presidente de que o senador Aloizio Mercadante (PT-SP) é o nome mais cotado para assumir a Fazenda.

Duas observações minhas:

1) Quem deve estar com dor-de-cotovelo (mais uma) é José Dirceu. Ele sempre sonhou desempenhar um dia o papel que Dilma Roussef desempenha hoje na queda-de-braço com Palocci.

2) Vao quebrar a cara quem esperar mudanças profundas na condução da economia caso Palocci efetivamente caia. Seu sucessor abrirá um pouco mais os cofres (afinal, 2006 é ano de eleição), mas sem fugir das cláusulas pétreas da doutrina neoliberal: superávits primários gigantescos e prioridade no atendimento dos interesses do capital financeiro.   



Escrito por Cid Benjamin às 09h47
[   ] [ envie esta mensagem ]




As principais manchetes de hoje (22/11/2005):

 

Lula: política não é de Palocci, mas do governo (O Globo)

 

Lula manda gastar R$ 14 bi (Jornal do Brasil)

 

Prefeitura iniciou obras onde tráfico fez seu piscinão  (O Dia)

 

Lula elogia Palocci, que já pediu para deixar o governo (Folha de S. Paulo)

 

Acelerar gastos no fim do ano, ordem de Lula a Palocci (Estado de S. Paulo)



Escrito por Cid Benjamin às 09h36
[   ] [ envie esta mensagem ]




Apresentação do Blog

Este blog trará notícias, comentários e artigos sobre política nacional, mas não só sobre isso. Por enquanto ele será atualizado sempre às terças e sextas-feiras e, ocasionalmente, em outros dias. Num futuro próximo, quando eu já estiver familiarizado com o trabalho, o blog saorá da fase experimental e terá atualização diária.. 

Escrito por Cid Benjamin às 18h23
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem
Histórico
  16/12/2007 a 31/12/2007
  01/12/2007 a 15/12/2007
  16/11/2007 a 30/11/2007
  01/11/2007 a 15/11/2007
  16/10/2007 a 31/10/2007
  01/10/2007 a 15/10/2007
  16/09/2007 a 30/09/2007
  01/09/2007 a 15/09/2007
  01/08/2007 a 15/08/2007
  16/07/2007 a 31/07/2007
  01/07/2007 a 15/07/2007
  16/06/2007 a 30/06/2007
  01/06/2007 a 15/06/2007
  16/05/2007 a 31/05/2007
  01/05/2007 a 15/05/2007
  16/04/2007 a 30/04/2007
  01/04/2007 a 15/04/2007
  16/03/2007 a 31/03/2007
  16/12/2006 a 31/12/2006
  16/11/2006 a 30/11/2006
  01/11/2006 a 15/11/2006
  16/10/2006 a 31/10/2006
  01/10/2006 a 15/10/2006
  16/09/2006 a 30/09/2006
  01/09/2006 a 15/09/2006
  16/08/2006 a 31/08/2006
  01/08/2006 a 15/08/2006
  16/07/2006 a 31/07/2006
  01/07/2006 a 15/07/2006
  16/06/2006 a 30/06/2006
  01/06/2006 a 15/06/2006
  16/05/2006 a 31/05/2006
  01/05/2006 a 15/05/2006
  16/04/2006 a 30/04/2006
  01/04/2006 a 15/04/2006
  16/03/2006 a 31/03/2006
  01/03/2006 a 15/03/2006
  16/02/2006 a 28/02/2006
  01/02/2006 a 15/02/2006
  16/01/2006 a 31/01/2006
  01/01/2006 a 15/01/2006
  16/12/2005 a 31/12/2005
  01/12/2005 a 15/12/2005
  16/11/2005 a 30/11/2005


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo



O que é isto?